Competidores abriram a parte Norte do maior rally do mundo com a segunda Maratona desta edição. Adrien Metge (motos); Rodrigo Luppi/Maykel Justo e Lucas Moraes/Kaíque Bentivoglio foram os mais rápidos do dia

Jalapão em estado puro. O domingo que marcou a retomada do Sertões BRB após o dia de descanso em Palmas brindou os competidores com um dia extenso, de calor forte e com as areias de um dos tesouros brasileiros como desafio. A segunda metade da especial de 423 quilômetros pela oitava etapa (Impávido Colosso), entre Palmas e Mateiros, no Tocantins, foi marcada pelo piso característico da região, que ajuda a compor suas belas paisagens. Não por acaso, nas três modalidades, a experiência foi fundamental para chegar à vitória. Para completar o cenário, como parte da Maratona, apenas os próprios pilotos e navegadores puderam fazer a manutenção de seus veículos ao completar o percurso.

Lucas Moraes e Kaíque Bentivoglio (Toyota Hilux T1+/MEM) venceram pela sexta vez entre os carros nessa edição histórica, que celebra os 30 anos do Sertões e o Bicentenário da Independência. O veículo da dupla, campeão do último Dakar, se mostrou ideal para os trechos arenosos, e ajudou a dupla a ampliar sua vantagem na classificação geral Com outro modelo acostumado a andar forte na areia (o Buggy Century CR6), Marcelo Gastaldi e Cadu Sachs ficaram com o segundo lugar, à frente de Marcos Baumgart e Kleber Cincea (Toyota Hilux V8 IMA/X Rally Team). Posições que se invertem no acumulado – Marcos e Kleber são os vice-líderes, a 8m51 do líder.

Nas motos, Adrien Metge (Yamaha WR 450F/IMS Yamaha) retornou ao Sertões BRB após a quebra na sexta etapa fazendo o que sabe melhor: andar rápido. Mesmo obrigado a largar mais atrás e a enfrentar a poeira de quem vinha à sua frente, ele se impôs sobre o argentino Martin Duplessis (Honda CRF 450RX/Honda Racing), com Ricardo Martins (Yamaha WR 450F/IMS Yamaha) em terceiro. A quarta posição foi suficiente para que Bissinho Zavatti (Honda CRF 450RX/Honda Racing) mantivesse sua liderança confortável, apesar de ter enfrentado problemas durante passagem por um rio.

Rodrigo Luppi e Maykel Justo (Can-Am Maverick/Luppi Racing Team) foram os mais rápidos pelo segundo dia consecutivo. A dupla está mais do que acostumada à areia – venceu este ano uma etapa do Dakar, no mesmo tipo de terreno. Foram 36 segundos mais rápidos que Fábio Pirondi e Marcelo Ritter (Can-Am Maverick/Cotton Racing). Duas das duplas fortes candidatas à vitória geral enfrentaram problemas: os bicampeões Deninho Casarini e Ivo Mayer (Can-Am Maverick/Can-Am Factory) terminaram a 32min50 de Luppi/Justo. Cristiano Batista e Robledo Nicoletti (Can-Am Maverick/Transmáquinas Racing) não concluíram o estágio.

As areias do Jalapão voltam a desafiar carros, motos e UTVs nesta segunda-feira (5), com a conclusão da segunda Maratona. De Mateiros, o destino é Bom Jesus do Piauí, com 80km de trechos inéditos. A promessa é de mais um dia exigente para homens e equipamento.

 

Etapa 8 – Impávido Colosso – 4/9 – Domingo

Palmas (TO) – Mateiros (TO)

DI – 98

TE – 423

DF – 0

TOTAL: 521

 

Resultados (extra-oficiais) – 8ª. etapa

CARROS

1) #323 Lucas Moraes/Kaíque Bentivoglio, Toyota Hilux Overdrive T1+, (1)T1F, 5h36min50

2) #305 Marcelo Gastaldi/Cadu Sachs, Buggy Century CR6, (1)T1F, 5h38min24

3)#304 Marcos Baumgart/Kleber Cincea, Toyota Hilux IMA V8, (3)T1F, 5h39min31

4) #350 Julio Capua/Bina Cavassin, Toyota Hilux Overdrive T1+, (4)T1F, 5h47min52

5) #303 Sylvio de Barros/Rafael Capoani, Toyota Hilux IMA V8, (2)T1F, 5h52min42

 

MOTOS

1) #01 Adrien Metge (FRA), Yamaha WR 450F, (1)MT1, 6h03min52

2) #21 Martin Duplessis (ARG), Honda CRF 450RX, (2)MT1, 6h09min55

3) #04 Ricardo Martins, Yamaha WR 450F, (3)MT1, 6h09min57

4) #06, Bissinho Zavatti, Honda CRF 450RX, (1)MT2, 6h12min54

5) #19 Gabriel Soares, Honda CRF 450RX, (2)MT2, 6h17min47

 

UTV

1) #227 Rodrigo Luppi/Maykel Justo, Can-Am Maverick, (1)UT1, 6h09min25

2) #205 Fábio Pirondi/Marcelo Ritter, Can-Am Maverick, (1)UT2, 6h10min01

3) #262 Tatá Xavier/Neurivan Calado, Polaris RZR Pro R, (2)UT1, 6h12min38

4) #216 Rodrigo Varela/Matheus Mazzei, Can-Am Maverick, (3)UT1, 6h14min51

5) #206 Gabriel Cestari/Jhonatan Ardigo, Polaris RZR Pro R, (4)UT1, 6h15min33

 

Classificação geral

CARROS

1) #323 Lucas Moraes/Kaíque Bentivoglio, Toyota Hilux Overdrive T1+, (1)T1F, 31h37min33

2) #305 Marcelo Gastaldi/Cadu Sachs, Buggy Century CR6, (2)T1F, a 8min51

3) #304 Marcos Baumgart/Kleber Cincea, Toyota Hilux IMA V8, (3)T1F, a 13min37

4) #350 Julio Capua/Bina Cavassin, Toyota Hilux Overdrive T1+, (4)T1F, a 1h16min53

5) #314 Mauro Guedes/Filipe Palmeiro, Ford Ranger V8 T1, (1)T1B, a 2h47min44

 

MOTOS

1) #06 Bissinho Zavatti, Honda CRF 450RX, (1)MT2, 33h25min36

2) #21 Martin Duplessis (ARG), Honda CRF 450RX, (1)MT1, a 20min25

3) #04 Ricardo Martins, Yamaha WR 450F, (2)MT1, a 27min37

4) #02 Jean Azevedo, Honda CRF 450RX, (3)MT1, a 45min55

5) #19 Gabriel Soares, Honda CRF 450RX, (2)MT2, a 1h02min41

 

UTV

1) #216 Rodrigo Varela/Matheus Mazzei, Can-Am Maverick, (1)UT1, 34h05min41

2) #227 Rodrigo Luppi/Maykel Justo, Can-Am Maverick, (2)UT1, a 12min47

3) #205 Fábio Pirondi/Marcelo Ritter, Can-Am Maverick, (1)UT2, a 17min00

4) #206 Gabriel Cestari/Jhonatan Ardigo, Polaris RZR Pro R, (3)UT1, a 26min04

5) #215 Bruno Varela/Gustavo Bortolanza, Can-Am Maverick, (4)UT1, a 33min10

 

O que eles disseram:

Adrien Metge, vencedor da etapa Motos

“Larguei um pouco atrás, peguei muita poeira no começo, mas o dia foi bom. Depois do começo em terra batida, a parte final da especial teve bastante areia. Consegui andar bem”.

 

Rodrigo Luppi, vencedor da etapa UTVs

“Jalapão é Jalapão, tem que respeitar. Fizemos a etapa sob um sol forte, mas conseguimos trazer o carro sem problemas para vencer mais essa”.

 

Marcelo Gastaldi, segundo colocado Carros

“A cara do rally mudou bastante, muito areião pesado, bem técnico, que exigiu bastante. Conseguimos chegar com o equipamento inteiro e agora é encarar a segunda perna da Maratona”.

Adrien Metge, vencedor da etapa Motos

“Larguei um pouco atrás, peguei muita poeira no começo, mas o dia foi bom. Depois do começo em terra batida, a parte final da especial teve bastante areia. Conseguir andar bem”.

Bissinho Zavatti, líder da geral Motos

“Uma especial dura, mas muito gostosa de andar, vinha bastante rápido até uns 150km da especial mas, depois de atravessar um rio, a moto deu calço hidráulico e eu fui obrigado a parar para fazer o conserto. Felizmente ela pegou e pude seguir na prova”.

Rodrigo Luppi, vencedor da etapa UTVs

“Jalapão é Jalapão, tem que respeitar. Fizemos a etapa sob um sol forte, mas conseguimos trazer o carro sem problemas para vencer mais essa”.

 

Etapa 9 – Povo Heroico – 5/9 – Segunda-feira

Mateiros (TO) – Bom Jesus do Piauí (PI)

DI – 0

TE – 409

DF – 101

TOTAL: 510

 

A nona etapa do maior rally do mundo será a última parte de uma série de duas maratonas consecutivas! Ainda rasgando o Jalapão, o Sertões avança sobre mais uma região do Brasil. Saímos do Norte e vamos para o Nordeste. Depois de um trecho somado de mais de 900 quilômetros, temos que ser honestos: o povo que sobrar pode ser considerado um “Povo Heróico”.

Ou seja, esses heróis começam a brincadeira ainda no Jalapão, que não é fácil pra ninguém, seguem sentido Maranhão onde descerão uma serra extremamente sinuosa e estreita para completar o feito heróico em estradas muito estreitas de areia rumo a Bom Jesus, no Piauí, junto à divisa com a Bahia. Mais uma vez, os navegadores vão ter que “salvar o dia” como super-heróis!

 

Siga-nos em nossas redes sociais e saiba tudo sobre o SERTÕES BRB:

Site: www.sertoes.com

Instagram: @sertoes

Facebook: https://www.facebook.com/sertoesoficial

Youtube.com/sertoesoficial

Twitter.com/sertoesoficial

 

Comunicação Sertões BRB 30 anos

Meg Cotrim

11.99182 8180

Rodrigo Gini

31.99616 4179

Daniel Betting

11.97030 7755

Aline Ben da Costa

51.98135 2231

 

Leave A Comment

ASSISTA AO MANIFESTO SERTÕES