Primeiro tesouro da edição histórica do Sertões, Ilha do Bananal, é lar de 15 aldeias indígenas, entre elas uma totalmente isolada. É neste lugar paradisíaco que o Sertões faz a transição do pantanal para o cerrado e floresta amazônica.

 

Não há nome melhor para a sétima etapa do Sertões BRB, que nesta sexta-feira, 2 de setembro, entra no estado do Tocantins, do que ‘Filhos Deste Solo’. É lá que os mais de 300 competidores do maior rally do mundo serão apresentados a mais um tesouro promovido pelo Sertões: Ilha do Bananal, a maior ilha fluvial do mundo e lar dos primeiros, mais legítimos habitantes e guardiões do nosso país, em quinze aldeias indígenas espalhadas pela gigantesca ilha. O Sertões sai do MT e entra no TO.

 

flora é diversificada e marcada pela transição entre a Floresta Amazônica e o Cerrado. Na ilha também encontram-se muitas características da flora do Pantanal Mato-grossense, como  maçarandubas, orquídeas, canjeranas e piaçavas.

 

Por razões óbvias, a etapa não vai passar pelas aldeias indígenas que se entranham pela ilha, entre elas, a dos Avá Canoeiros, que rejeitam qualquer contato com os brancos.

 

A etapa sete, além de ser uma das mais bonitas desta edição histórica do Sertões, encerra a primeira metade do rally e termina na cidade de Palmas, capital do Tocantins, uma das cidades mais novas do Brasil. Palmas existe há apenas 33 anos, quando foi promulgada a criação do estado do Tocantins após décadas de um movimento separatista que lutava pela autonomia da região em relação ao estado de Goiás.

 

Ilha do Bananal

Com cerca de vinte mil quilômetros quadrados de área, a ilha do Bananal é a maior ilha genuinamente fluvial do mundo. Cercada pelos rios Araguaia e Javaés, é considerada Reserva da Biosfera pela UNESCO desde 1993, estatuto concedido a áreas protegidas que cobrem porções de ecossistemas terrestres ou costeiros e que cumprem alguns requisitos, como buscar meios de conciliar a conservação e o uso sustentável dos elementos da biosfera, particularmente a diversidade biológica.

 

Bananal está na divisa de Tocantins com os estados do Mato Grosso (Rio Araguaia) e Goiás (na porção sul do rio Javaés). Na foz do rio Javaés, localizada no extremo norte da ilha, está a tríplice divisa entre os estados de Tocantins, Mato Grosso e Pará.

 

SERTÕES 2022

Uma edição histórica! A prova que comemora os 30 anos do Rally dos Sertões também vai homenagear o Bicentenário da Independência.  Será o maior rally do mundo em trechos cronometrados; o maior rally de todos os 29 anos da história do Sertões, um tributo ao Brasil! Serão 7.202km, dos quais 4.378km de trechos cronometrados. Um roteiro de 15 dias, que vai cruzar as cinco regiões do país, 8 estados – PR, SP, MS, MT, TO, PI, MA e PA – e 14 cidades.  Largada e chegada em locais inéditos. Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná, abriu a competição e mantendo a tradição, a chegada será no mar, em Salinópolis (PA).

 

Comunicação Sertões

Meg Cotrim

11.99182 8180

Rodrigo Gini

31.99616 4179

Daniel Betting

11.97030 7755

Aline Ben da Costa

51.98135 2231

Leave A Comment

ASSISTA AO MANIFESTO SERTÕES