Grid da modalidade é mais uma vez o maior da prova, com muita qualidade e a promessa de uma disputa emocionante ao longo das 14 etapas no maior rally do mundo. Largada acontece dia 27/8 em Foz do Iguaçu (PR)

 

 

A modalidade que mais cresce no off-road brasileiro garante novamente o maior grid no Sertões BRB 30 anos. Ao todo, 83 UTVs estão inscritos para encarar uma maratona que, para marcar as três décadas do desafio e o Bicentenário da Independência, se transformou no maior rally do mundo, com os 7.202 quilômetros, dos quais 60% de trechos cronometrados, que ligarão Foz do Iguaçu (PR) a Salinópolis (PA), de 26/8 a 10/9. O número inclui aqueles que optaram por fazer o Sertões Sul, até Palmas; ou o Sertões Norte, da capital tocantinense à cidade paraense, uma das novidades da edição.

Quantidade que é sinônimo de muita qualidade já que, entre os participantes, há nomes que já conquistaram o título do Sertões na modalidade, além de campeões e vencedores de etapas do Dakar e destaques em outras provas internacionais. A começar pelo atual bicampeão, Deninho Casarini (Can-Am Factory/One UTV Rally Team), que busca a terceira conquista para se igualar a Bruno Sperancini, melhor em 2012, 2015 e 2016. Deni do Nascimento (Can-Am/Bompack Racing) foi o vitorioso em 2019.

Vice em 2020, Rodrigo Luppi (Can-Am/Luppi Racing) mostrou, no último Dakar, estar no ritmo dos melhores do mundo. E não há como pensar nos UTV sem citar a experiência de Reinaldo Varela (Can-Am/Monster Energy Varela), que pode fazer toda a diferença em uma prova longa (14 etapas e o prólogo) em que a gestão dia a dia e a estratégia serão fundamentais. Além do patriarca, que já foi campeão nos carros (2015), os filhos Rodrigo e Bruno (campeão mais jovem nos UTVs em 2017) defendem a ‘Família da Poeira’ no Sertões BRB 30 anos.

Entre tantos candidatos a vencer um Sertões tão especial, um em especial chega com motivação redobrada. Cristiano Batista (Can-Am/Transmáquinas Racing) lidera o Brasileiro de Rally Cross-Country com vitórias no Minas Brasil e no Jalapão. Como se não bastasse, conquistou também a Baja Itália, válida pelo Mundial FIA de Rally Baja, além de ter ido ao pódio na Baja Aragón (Espanha). O piloto de Patos de Minas foi o melhor entre os quadriciclos na edição 2010, e agora quer o título nos UTVs. Assim como seu filho e companheiro de equipe Otávio Leite.

Quem mede forças pelo terceiro ano consecutivo com os melhores da modalidade é Nelsinho Piquet (Can-Am/R.Mattheis). O piloto da Stock Car, com passagem pela F-1, mostrou que sabe andar forte também na terra. Por falar em quem vem do asfalto, Djalma Pivetta (Copa Truck) é mais um que se aventura pelos caminhos do Brasil.

As mulheres marcam presença dispostas a fazer bonito. A guerreira Helena Deyama (Can-Am/Rally Brasil) encara pela 18ª vez o Sertões como embaixadora do projeto MUSA (Mulheres Unidas Sertões Adentro), que busca atrair novas competidoras para as provas cross-country. Multiatleta, Pâmela Bozzano (Can-Am/Cotton Racing) vem de vitórias de etapa no South American Rally Race (SARR), na Argentina. E Melissa Matsunaga (Can-Am/Açaí Racing) faz sua estreia a partir do Sertões Norte.

Giaffone

A Giaffone Racing merece um capítulo à parte na disputa. Esse ano a equipe ela alinha três veículos no grid: dois a combustão e o UTV Giaffone EXO NB híbrido, fruto de um projeto em parceria com a CBMM e dois a combustão. Além de contar com um sistema que acumula energia elétrica transformando-a em força extra, têm o chassi reforçado pelo Nióbio, que torna a estrutura mais resistente, com menor peso. Rafael Cassol e Zé Hélio Rodrigues (pentacampeão nas motos) comandam os modelos a combustão. O hibrido ficará a cargo de  Zequinha Giaffone, o criador do projeto, que dirige a equipe familiar e tem história no automobilismo de pista, e vai sentir a emoção de pilotar seu próprio produto estreando no Sertões.

 

O que eles disseram:

Deninho Casarini, bicampeão dos UTVs

“Para vencer o Sertões é preciso ser racional e calcular tudo. O carro está muito bem-preparado, mais até do que no ano passado, com algumas novidades que só vamos mostrar em Foz. Além de tudo tem a rivalidade entre marcas, que me fez desistir de andar entre os carros para seguir nos UTVs”.

 

Cristiano Batista

“As expectativas são sempre as melhores para a prova. Fizemos alguns ajustes no equipamento, que está bastante competitivo. Estou indo para buscar esse título, espero contar também com a ajuda da sorte, já que um grande rally como o Sertões depende muito de sorte”.

 

Zequinha Giaffone

“Vou fazer o máximo para chegar no final, não tenho pretensão de andar entre os primeiros, nem experiência em um rally como o Sertões. Quero entender o comportamento do carro, entender como funciona uma prova deste tamanho para melhorar nosso produto. Se um de nossos UTVs terminar entre os 20 primeiros será uma vitória para nós”.

 

 

Siga-nos em nossas redes sociais e saiba tudo sobre o SERTÕES BRB 30 anos:

Site: www.sertoes.com

Instagram: @sertoes

Facebook: https://www.facebook.com/sertoesoficial

Youtube.com/sertoesoficial

Twitter.com/sertoesoficial

 

Comunicação Sertões BRB 30 anos

Meg Cotrim

11.99182 8180

Rodrigo Gini

31.99616 4179

Daniel Betting

11.97030 7755

Leave A Comment

ASSISTA AO MANIFESTO SERTÕES