Enfrentar o Sertões com moto nacional à venda nas concessionárias é missão mais que possível

Dupla nordestina, Francisco Pitombeira (PI) e André Bezerra (CE), apostou num modelo que até saiu de produção e, apesar das limitações do equipamento, segue firme rumo a Barreirinhas.

Encarar o maior rally das Américas exige preparação e um equipamento capaz de enfrentar todo o tipo de desafio. Mas não é privilégio de protótipos desenvolvidos para esse tipo de prova e fabricados em quantidades limitadas, muitas vezes no exterior. Há quem encare a maratona com veículos disponíveis em qualquer concessionária, com os devidos reforços, e a garra típica do nordestino. O cearense André Bezerra e o piauiense Francisco Pitombeira largaram do Velocitta (Mogi Guaçu/SP) rumo a Barreirinhas (MA), onde o Sertões encerra sua 28ª. Edição neste sábado 7/11) com motos Honda Tornado XR250.

Bezerra participa pela terceira vez da prova, a primeira com a Tornado. E tem uma justificativa interessante para a escolha. “Com o orçamento de que precisaria para fazer um Sertões com uma moto importada, faço dois com a nacional”. E lembra que a missão, por causa das limitações da moto, acaba sendo tão ou mais difícil que a do pelotão de ponta. “A suspensão é limitada, claro que recebe uma preparação, mas não chega nem perto das que estão nas motos maiores. Com isso, o corpo sente mais os impactos, a gente termina o dia bastante cansados”. Ele ocupa a 21ª. Posição geral e 3º entre as 61 motos, e 3º. na categoria Marathon Brasil.

Francisco é estreante e também não teme os desafios reservados para o restante do percurso. “Rapaz, sei que vai ser difícil, mas estou ansioso e confiante. Sempre quis participar do Sertões e sei que não sou tão rápido quanto a turma da frente, nem tenho o equipamento deles, mas não importa. Vamos sacolejar um bocado pelo caminho, mas faz parte da aventura”. Ele ocupa a 25ª. Posição na geral e 4º. na Marathon Brasil.

Amanhã (sábado 7/11), o Sertões segue para sua última etapa, com chegada inédita em Barreirinhas (MA). A disputa em todas as categorias está completamente indefinida. A final será eletrizante.

Descrição 7ª etapa – 7/11 Sábado.

DI 258 km – TE 223 km – DF 34 km = Total 515 km

Sem dúvidas, a melhor especial de todas do Sertões 2020, ficou para o final. Um deslocamento inicial de 258 km, por vias de bom asfalto. A especial tem 223 km. Começa bem travada, com piçarras, estradas menores, exigindo navegação do começo ao fim. Piso arenoso com travessia de riachos. Segue com a característica das areias, já típicas do Maranhão, muita navegação e muita dificuldade. Abastecimento para as motos. E chega um momento da prova em que o ‘bicho pega’, piso de muita areia, trecho de navegação por GPS intercalado com longas retas de areia, voltando para navegação GPS, seguindo assim até o final da prova. O deslocamento final será de 34km, para fazer uma grande festa na chegada. A bela imagem da final é a recompensa, é o que vai ficar como a ‘cara’ do Sertões 2020.

O SERTÕES

Um ano diferente pede um Sertões diferente. O maior rally das Américas se transforma no “Rally da Solidariedade”. A 28ª edição da prova traz adaptações relevantes nas suas três dimensões: Esporte, Social e Turismo. A missão este ano é levar acesso à medicina de qualidade e fomento econômico para as comunidades remotas e carentes do Brasil. Este ano a ação social do Sertões está focada em dois pilares: 1. Saúde: a instalação de unidades de teleatendimento médico gratuito de qualidade, projeto inovador desenvolvido pelo SAS Brasil;  2. Legado econômico: Ação coordenada com o SEBRAE em apoio à campanha ‘COMPRE DO PEQUENO’. Aquisição de cestas básicas de pequenos produtores locais que serão distribuídas nas regiões aos que estão sem trabalho e renda, além de todo abastecimento das Bolhas Sertões. O lado competitivo da prova foi adaptado e traz um protocolo de segurança especial com 10 medidas. A caravana ficará isolada em bolhas durante o percurso, em acampamentos fechados. Já a dimensão Turismo, que revela lugares que pouca gente conhece, foi postergada para 2021.

O ROTEIRO SERTÕES 2020

O Sertões 2020 saiu da Fazenda Velocitta, em Mogi Guaçu (SP) dia 30/10 e chega em Barreirinhas (MA) dia 07/11. Vai cruzar cinco Estados e o Distrito Federal – SP, MG, DF, GO, TO e MA. Este ano, excepcionalmente, não haverá chegada às cidades anfitriãs. Toda a caravana se fechará em bolhas – locais isolados, afastados de adensamento.  Esses locais serão mantidos sob sigilo, a fim de evitar aglomeração. Os locais exatos das bolhas só serão revelados aos competidores na véspera. Todos seguirão por uma rota pré-estabelecida e monitorada.

 

 

 

Siga-nos em nossas redes sociais e saiba tudo sobre o SERTÕES:

Site: www.sertoes.com

Instagram: @sertoes

Facebook: https://www.facebook.com/sertoesoficial

Youtube.com/sertoesoficial

Twitter.com/sertoesoficial

Baixe o APP do Sertões – disponível nas versões Android e IOS.

 

Comunicação – Sertões

Meg Cotrim: + 55 11 99182 8180

Alexandre Salvador: + 55 11 99625 1054

Silvana Grezzana: +55 11 99972 6966

Rodrigo Gini: + 55 31 99616 4179

 

Leave A Comment

ASSISTA AO MANIFESTO SERTÕES 2020

CONFIRA O VÍDEO DO SERTÕES NA MÍDIA NO LANÇAMENTO DO ROTEIRO 2020