Regularidade by SFI CHIPS: barro e chuva no primeiro desafio no Sertões

Atuais campeões das categorias Master e Graduado confirmam favoritismo e largam na frente

O primeiro dia do Regularidade by SFI CHIPS foi de chuva e barro nesse Sertões atípico de 2020 que chegou para desafiar ainda mais os competidores. A segunda-feira de feriado, dia 2/11, abriu a aventura para os pilotos e navegadores do Regularidade com uma prova de 98 km navegados e 470 de percurso total.

O resultado do primeiro dia de prova confirmou o favoritismo dos atuais campeões. Na Master, Gustavo Schmidt e Tiago Poisl venceram as duas etapas do dia e são os líderes da competição. Pela Graduado, Aurélio Bilhalva e Rafael Pinto foram os melhores do dia, mas na classificação geral que leva em consideração a pontuação de cada etapa, estão empatados com Marcelo Prevideli e Alexandre Rech e perdem a liderança por questões de desempate do regulamento. Na Turismo, Antônio Miranda e Marcelo Moraes foram os melhores do dia vencendo as duas etapas e também lideram o acumulado.

A largada do primeiro dia de provas do Regularidade aconteceu às 6h. Depois de um deslocamento inicial de 35 km, as duplas enfrentaram um trecho de balaios, percursos mais complicados no rally regularidade, com referências próximas que normalmente não seguem a direção natural da via e incluem pegadinhas. Para apimentar ainda mais a brincadeira a chuva caiu durante o dia e deixou o piso muito liso. Os pilotos tiveram trabalho para manterem os carros na pista.

Depois de cerca de nove horas e meia de prova os competidores chegaram na Bolha 2 do Sertões 2020. A prova do dia alternou trechos bem típicos do cerrado, mata alta, mata aberta, trilhinhas, trilhas largas, estradões, trechos sinuosos e estradinhas de fazenda típicas do centro-oeste com lombas, subidas e descidas. O primeiro de Sertões Regularidade by SFI CHIPS terminou com mais um trecho de balaios para testar a precisão dos navegadores.

Ao final desta segunda-feira os competidores do Cross Country seguem para a etapa maratona e não podem contar com apoio. Já o Regularidade não faz maratona e pode contar com um apoio, mas pernoita na mesma Bolha, onde todos dormem em barracas na ilha de Minaçu (GO), uma cidade paradisíaca na divisa com o estado do Tocantins.

O que eles falaram

“Primeiro trecho contou com muitos balaios em uma prova bem pegada. Na segunda parte choveu e ficou bem liso o trecho final, provavelmente os competidores perderam muitos pontos nessa parte” – Rodrigo Tolezano, piloto estreante no Sertões pela categoria Turismo.

“Rogerinho (Rogério Almeida, diretor de prova) já fez sucesso no início da prova com um circuito em um loteamento que fez o pessoal acordar de manhã cedo. A prova foi sinuosa e escorregadia, com muitas trocas de médias. A segunda etapa ficou intercalando chuvas em um terreno mais molhado, tivemos muitos balaios e laços diferentes que fizeram a gente acelerar forte” – Tiago Poisl, categoria Master.

“Hoje foi um dia atípico. Começamos em um balaio seco com médias altas. Conseguimos nos manter bem próximos do tempo correto. Depois começou a chover e o terreno ficou bem liso e a gente gosta de andar assim. Conseguimos andar legal, mas foi complicado manter o carro na pista. Daqui pra frente temos que buscar completar as etapas e manter a regularidade.” – Gustavo Schmidt, categoria Master.

“Começamos a prova como tínhamos programado, de uma forma marcante. Conseguimos dar as caras de como será o Sertões 2020. Foi um dia bem completo e o meu troféu foi ver a satisfação dos competidores no final da prova.” – Rogério Almeida, diretor de prova.

DESCRIÇÃO DA ETAPA

03/11 – Bolha 02 (GO) a Bolha 03 (GO)

Largada: 7h

DI: 150 Km; Total: 340 Km; Navegado: 94 Km; Tempo de Prova Aproximado: 7h10

A prova vai passar em um trecho utilizado pelo Cross Country no dia anterior e inclui balaios, brincadeiras e trechos em linha com estradões que vão exigir muita precisão dos navegadores. Os competidores vão enfrentar piso cascalhado e estradinhas de fazenda. Nesse dia a vitória será no detalhe. Vai exigir concentração e o navegador precisa estar afiado.

O SERTÕES

Um ano diferente pede um Sertões diferente. O maior rally das Américas se transforma no “Rally da Solidariedade”. A 28ª edição da prova traz adaptações relevantes nas suas três dimensões: Esporte, Social e Turismo. A missão este ano é levar acesso à medicina de qualidade e fomento econômico para as comunidades remotas e carentes do Brasil. Este ano a ação social do Sertões está focada em dois pilares: 1. Saúde: a instalação de unidades de teleatendimento médico gratuito de qualidade, projeto inovador desenvolvido pelo SAS Brasil;  2. Legado econômico: Ação coordenada com o SEBRAE em apoio à campanha ‘COMPRE DO PEQUENO’. Aquisição de cestas básicas de pequenos produtores locais que serão distribuídas nas regiões aos que estão sem trabalho e renda, além de todo abastecimento das Bolhas Sertões. O lado competitivo da prova foi adaptado e traz um protocolo de segurança especial com 10 medidas. A caravana ficará isolada em bolhas durante o percurso, em acampamentos fechados. Já a dimensão Turismo, que revela lugares que pouca gente conhece, foi postergada para 2021.

 

Siga-nos em nossas redes sociais e saiba tudo sobre o SERTÕES:

Site: www.sertoes.com

Instagram: @sertoes

Facebook: https://www.facebook.com/sertoesoficial

Youtube.com/sertoesoficial

Twitter.com/sertoesoficial

 

Baixe o APP do Sertões – disponível nas versões Android e IOS.

 

Comunicação – Sertões

Meg Cotrim: + 55 11 99182 8180

Aline Bem: +55 51 98135 2231

Alexandre Salvador: + 55 11 99625 1054

 

 

 

 

 

 

Leave A Comment

ASSISTA AO MANIFESTO SERTÕES 2020

CONFIRA O VÍDEO DO SERTÕES NA MÍDIA NO LANÇAMENTO DO ROTEIRO 2020